Páginas

2 de setembro de 2011

O CARRO DEU PERDA TOTAL, NÃO TENHO SEGURO E AGORA?



O CARRO DEU PERDA TOTAL, NÃO TENHO SEGURO...O QUE ACONTECE SE EU NÃO PAGAR MAIS A DIVIDA.

Neste caso, nossa amiga teve um prejuízo total, sem carro e devendo ao banco...

Pergunta o acontece se jogar tudo para o ar e ficar olhando....

Confira !

Mario Arcangelo Martinelli


Bom dia Mário Martinelli, li alguns debates em seu blog e gostaria se possível de esclarecer uma dúvida; 

Possuo um veículo financiado através de CDC, no qual o valor financiado foi de R$ 21.000,00 em 60 parcelas onde já quitei 24 das 60 sem do o valor quitado até o momento de R$ 16.264,80 . 

Porém sofri um acidente e o veículo deu perda total e não tinha seguro, há alguma forma de negociação com o banco, pois  lendo meu contrato há seguros de vida incluso e taxas que desconheço e que no momento não me servem de nada.

Desde já muito obrigado.

Maria José,

Em principio a financeira continua sendo sua credora.

Pode haver algumas opções , dependendo das clausulas do contrato.

A primeira questão e' : consta clausula em que vc se obriga a fazer o seguro do veiculo?

Caso negativo, pode ser tentada redução pelo "caso fortuito" que alterou sua condição pessoal alem e' claro se houve cobrança de despesas indevidas e clausulas abusivas.

Procure um advogado para analisar todas as alternativas...

Boa sorte!

MARIO ARCANGELO MARTINELLI

Obrigado Mario, só mais uma dúvida, o que acontece se eu não pagar mais esta dívida ?

Mais uma vez obrigado e desculpe incomodá-lo.

Maria José

Vc será negativada no Serasa e Scpc. 

A maioria dos bancos fica nisso e passa seu contrato para empresas de cobrança. 

Se vc suportar ficar +\- um ano negativada pode obter um bom desconto na divida.


Se vc não fizer acordo e o Banco não entrar com ação, depois de cinco anos a divida prescreve,

Mas algumas empresas podem fazer busca e apreensão , então vc entrega o carro no estado, que será leiloado e vc fica devendo o saldo, também por cinco anos no máximo.

Sua consulta e' interessante vou postar no blog.

Mario Arcangelo Martinelli

117 comentários:

  1. Leandro
    compramos um carro financiado cdc ,Valor R$36.500 demos de entrada R$18.500.Parcelamos em 60x o restante, pagamos 7 prestações dai capotei com o carro e não fiz seguro,deu PT.
    Descobrimos que existe um seguro prestamista ja embutido no financiamento e não nos foi comunicado alem é claro de taxas não devidas, parei de pagar ja faz 8 meses e estou exigindo a finaceira esse seguro pois perdi o bem, eles alegam que so poderia receber se houvesse morte ou invalidez do proprietario no caso minha esposa, mas nao aconteceu nada com ela e nem comigo, ja liguei tentei negociar, mas nada. agora o nome da minha esposa esta no spc , e eles mandaram um acarta extra judicial de que vai tomar as medidas cabiveis judicialmente, fiquei sabendo que a finaceira recebe um seguro nesses casos e que eu poderia somente pagar o saldo remanescente o que devemos fazer, e agora o que fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Leandro,

      1. O seguro prestamista só cobre mesmo morte e invalidez permanente do financiado e para quitar o financiamento.

      2.A financeira não recebe nenhum seguro nesses casos

      3.Eles vão cobrar judicialmente.

      Sua esposa corre o risco de ser executada judicialmente pelo saldo do financiamento e ter saldos bancários e outros bens penhorados para cobrir o debito.

      Suas alternativas :

      1. Levar o contrato para analise de um advogado, para identificação de eventuais despesas indevidas;

      2. Tentar uma renegociação forçada - via judicial - em função do prejuízo causado pelo acidente , pela chamada clausula "rebus sic standibus" (caso fortuito - teoria da imprevisão)

      3. cruzar os dedos e torcer para que a financeira não faça nada além de negativar na SERASA e SCPC (está acontecendo muito) e depois de um ano vc possa conseguir um acordo amigável muito favorável para quitação do saldo a vista.

      Boa sorte!

      Excluir
  2. Juliana
    MInha mae faleceu no mes passado, e deixou um veiculo financiado em seu nome, eles se negam a me entregar a copia do contrato, ja entrei com pedido judicial, mas gostari de saber qual a chance deste financiamento ter o tal seguro prestaminas, ja que quando foi feito o financiamento ela tinha mais de 65 anos??? O financiamento foi pela BV financeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E' baixa Juliana. A BV prefere cobrar taxas adicionais ao invés de por o seguro.

      Mas de posse do contrato vc pode conferir se nao houve cobranças ilegais.

      Mas nao se espante se eles nao tiverem a copia....

      Excluir
  3. Ola, financiei 8.000 mil r$ em um automovel em 36 parcelas de 400,00 r$ que dobrou o valor, faz pouco tempo que sofri um acidente eu estava certo e a seguradora vai pagar, mas ta sendo muita enrolacao, ja paguei quase 5.000 mil. E agora nao sei o que faco para nao sair perdendo. Meu carro tah com docs ok e adiantado no pagamento, sera que posso transferir a divida pra outro automovel? O que vc me indica como opcao de direitos meus perante a lei? Sera q o juros tah abusivo o que faco pra diminuir? Se puder me ajudar agradeco, sao varias duvidas q gostaria de esclarecer, e-mail e jhonatan-sku@hotmail.com obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueci de mensionar eu sou de terceiro nao yenho seguro:)

      Excluir
  4. Bom dia!
    Gostaria que se possivel esclareça algumas dúvidas, meu marido sofreu um acidente e morreu. O carro teve perca total, porem esta financiado.Como fica a situação deste carro a divida pode ser transferida p meu nome? Nao possuimos nenhum bem. Como devo proceder p dar baixa neste carro?

    Obrigada.
    E.S.W

    ResponderExcluir
  5. Cara ESW ,

    O primeiro passo e" verificar se no contrato de financiamento tem seguro prestamista embutido. Se tiver o contrato será" quitado e o carro devera Ir a inventario.

    Consulte um advogado para ver essa situação sucessória .

    ResponderExcluir
  6. "Vc será negativada no Serasa e Scpc.
    A maioria dos bancos fica nisso e passa seu contrato para empresas de cobrança.
    Se vc suportar ficar +\- um ano negativada pode obter um bom desconto na divida."

    O que você chama de "obter um bom desconto na divida"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode chegar a 90% de desconto da divida atualizada.

      Já vi isso acontecer, mas depende de cada caso, da expectativa de possibilidade de recebimento que vc passa ao Banco....

      Quanto melhor sua posição patrimonial, financeira, menor o desconto.

      Excluir
  7. boa noite meu cunhado financiou um caminhão pela bv financeira,porém nao tem seguro, faz em media 5 ,6 meses. so que infelizmente,esse mes durante uma viagem um outro caminhoneiro saiu da pista entrando na contra mao e colidindo com o caminhão do meu cunhado,danificando bastante o caminhão do meu cunhado,meu cunhado carregava cimento,e o outro caminhoneiro carregava bobina de aço,e por infelicidade,esta com o caminhão financiado a 4 meses e sem seguro,so que os dois trabalham por contra própria,queria saber se meu cunhado consegue adiar 3 a 5 parcelas do financiamento,para o final da mesma ,meu email eduardomarques96@hotmail.com ...obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja resposta na postagem : http://www.advogado-de-defesa.blogspot.com.br/2012/09/tive-um-acidente-com-o-caminhao.html

      Excluir
  8. Boa noite meu cunhado comprou um carro zero com um mes deu perda total do veiculo e possui seguro total do veiculo, mas esta financiado CDC, ficaram de quitar a divida mas ele ainda ficara com ma divida, eu gostaria de saber se ha a possibilidade do seguro comprar outro carro e transferir a divia para o outro carro pois algumas pessoas me informaram que sim gostaria de tirar essa duvida.
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Fabio,

      Isso pode ser feito, mas vc precisa contar com a boa vontade da seguradora.

      Porque quando a Seguradora paga o sinistro, ela precisa receber o documento quitado pois em caso de recuperação do carro ela poderá vende-lo para recuperar parte do prejuízo.

      Então vc pode tentar um acordo combinando tb com o Banco que deverá concordar em substituir a garantia para um outro veiculo....

      Enfim, dará trabalho mas se vc tiver um corretor de seguros intermediando sua apólice, ficará muito mais viável.

      Mas juridicamente vc não tem como "obrigar" a seguradora a seguir nessa solução, pois por contrato (apólice) ela tem que pagar o sinistro e receber o documento quitado.

      Agora é importante vc conferir as contas de liquidação antecipada que o banco apresenta.

      Tenho algumas ações de consumidores pleiteando a devolução de valores pagos a maior aos bancos por seguradoras...

      ResponderExcluir

      Excluir
  9. Minha tia tinha um carro financiado.Ela já pagou 24 prestações das 60.
    Neste final de semana por um defeito na autopista, o carro dela e mais 5 tiverem aquaplanagem, tudo no mesmo local.
    O carro deu perda total.Ela não tem seguro e não tem como continuar pagando esse carro, já que terá que comprar outro carro pois meu tio é deficiente físico e depende do carro para ir nas consultas médicas regularmente.
    O que devemos fazer? Acionar a autopista?não pagar mais o carro e tentar uma entrega amigável?
    Obrigada

    ResponderExcluir
  10. Cara consulente,

    Esse acidente foi na Fernao Dias, na região de Atibaia ?

    Se sua tia conseguir provar que o acidente ocorreu por defeito da pista , sera indenizada, sem duvida. Mas a financeira tem direito a receber o pagamento do empréstimo .

    Talvez vcs consigam um reescalonamento das parcelas, talvez estorno de despesas indevidas, reducao de dvdntuais juros abusivos e nada além

    ResponderExcluir
  11. Não esse acidente foi na Litoral Sul em SC.
    Mais como eu faço para pegar provas hoje, que digam que tem um defeito na pista?
    Já que qdo esse processo for julgado é bem provável que eles já tenham arrumado a pista.
    Vamos ter que procurar um advogado.
    Att
    S.M

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza vc precisa da Assistencia de um advogado.

      As provas de defeito podem ser por testemunhas,perícia e até por fotos tecnicamente tiradas.

      Boa sorte

      Excluir
  12. bom dia, meu pai faleceu em agosto de 2010 e tinha um carro finaciado com seguro prestamista , mas até hj eles não quitaram fazem 2 anos, e parei de pagar as parcelas em novembro de 2010, total ja foi pago 12,000 mil reais, a seguradora pedem exames de anos atras para ganhar tempo, e não querem mandar a cópia do contrato, o que faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure um advogado e entre com uma ação na justiça imediatamente.

      Tem seguradora que só paga na justiça.

      E o banco ? está esperando ? Provavelmente a seguradora é do grupo...

      Excluir
    2. entrei em contato com o banco ontem,falaram que estava no judicial, mas no detran ainda não consta nada, e liguei na seguradora cardif, falaram que o caso foi encerado mes 06/11, 1 ano e poucos atras, falaram que a doença já existia antes da assinatura do contrato e fecharam com negativo o seguro ,pois agora esta só com o banco, eles podem tomar sem nenhum resarcimento, os quase 12 mil se perde tudo? posso entrar com alguma ação, adianta brigar com peixe grande? fazem 2 anos e 2 meses , se perder ação tenho que pagar os honorarios do advogado do réu? procede esta informação? obrigado!

      Excluir
    3. Pois é Julio,

      Embora não conste no DETRAN, a seguradora já deve estar com ação para busca e apreensão do carro.

      Depois será feito o leilão e se sobrar saldo (o que é muito provável)irá cobrar do espólio.

      A alegação de doença preexistente pode ser derrubada pois se a Seguradora não exigiu exame médico ao analisar a apólice não pode agora alegar isso.

      Procure urgente um advogado, pois vc ainda pode acionar a Seguradora, o direito prescreve em 3 anos pois o sinistro foi avisado no prazo legal (1 ano) como pode entender pelo seu relato.

      Excluir
  13. Boa tarde, meu esposo bateu com carro e ocasionou perda total. O carro esta sem seguro. Ele ainda tem um saldo devedor mto alto, o finaciamento e no nome dele. A minha duvida e, caso deixe de pagar essa divida podemos ter nosso apartamento penhorado ( o apartamento e financiado no meu nome), mas somos casados legalmente. Grata
    Letice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já respondi à Letice, mas para ciencia de todos, o apartamento sendo moradia do casal é considerado bem de familia e não pode ser penhorado.

      Excluir
  14. Bom dia.Tenho um carro financiado e aconteceu um acidente onde deu perda total do veículo.O carro que bateu no meu tinha seguro , mas o seguro dele disse que não haverá indenização para meu carro.A seguradora já havia pedido até a documentação do veículo para o pagamento, mas por um erro do segurado quanto ao nome das ruas do cruzamento , ficaram enrolando mais de 1 mês e agora mandaram uma carta de recusa dizendo que não vão me indenizar (detalhe é que até o recibo já foi mandado em nome da seguradora).posso recorrer dessa decisão? Devo continuar pagando o financiamento ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seguradoras....

      O financiamento não tem nada a ver com o sinistro, portanto deve continuar sendo pago para evitar ações de cobrança do Bancco/financeira.

      Mas vc precisa contratar um advogado, com urgência,para buscar seus direitos na justiça pois o erro no relatorio do sinistro não pode se sobrepor ao dever da seguradora, para com o segurado.

      Entretanto vc não tem relação com a seguradora, deve propor ação contra o outro motorista que é o segurado, se êle for culpado pelo acidente.

      Excluir
  15. Boa noite !
    Estou com um problema serio, no ano passado meu pai fez um financiamento de um veiculo que saiu 30 mil reais, apos quatro meses
    meu pai faleceu, so que continuamos pagando as parcelas normais, e agora na semana passada o carro estava estacionado em frente e casa e um caminhao nao identificado acabou batendo na traseira do veiculo, onde deu perda total, ja pagamos 16 mil reais, eu liguei na financeira para poder fazer um acordo eles colocaram para pagar 13,840 reais para quitação da divida que seria as 30 parcelars restante, agora e minha duvida sera que consigo abaixar ainda mais esse valor de quitação ?
    pois meu carro deu perda total e nao tem seguro e ainda esta no nome do meu pai falecido, o que posso recorrer agora?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia John,

      Vc deve , em primeiro , passar o contrato por perito Contabil para avaliar se há excesso de cobrança no valor indicado para liquidação antecipada e também nas demais condições contratuais.

      Constatado excesso, o espolio de seu pai (representado pelo inventariante ou pelos herdeiros ) pode entrar com ação revisional ou declaratoria (no caso de apenas os cálculos estiverem abusivos).

      Boa sorte!

      Excluir
  16. Boa Tarde, Meu nome é Miguel,

    Estou com um problema,financiei um carro em 60 vezes, não possuia seguro e acabei capotando o carro e dando perda total, existe alguma possibilidade de trocar o carro? Ouvi falar algo sobre proposta de quitação você sabe como funciona?

    Agradeço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Miguel, realmente vc está com um problema, sem carro e com a divida...

      Se o contrato for de leasing, a chances de redução são baixas, se for sòmente pela quitação, se não houver cobranças ilegais no contrato.

      Se for de CDC vc terá abatimento por desconto dos juros no prazo a decorrer.

      Se vc pagou mais de 80% tem chance de conseguir uma redução maior ou um prazo mais longo...

      Boa sorte!

      Excluir
  17. boa noite mario! sofri um acidente e meu veiculo deu perda total ,tenho seguro e ja foi liberado para pagamento paguei 6 parcelas deste contrato restam 42.Entrei em contato com a bv para saber o saldo e me passaram um valor, na hora que foi gerar o boleto a bv nao aceita pois existe um desconto a ser dado por amortizaçao mas ela se nega a dar porque em casos de saldos cobertos pela seguradora nao tem direito a desconto ,gostaria de saber se essa informaçao e verdadeira. ass; vanessa

    ResponderExcluir
  18. Bom dia Vanessa.

    A informação é errada e de má fé. Se o emprestimo for CDC, o banco tem que dar abatimento nas parcelas a vencer, pois a seguradora pagará o financiamento por conta do seguro que tem com você e , portanto, seria como se vc estivesse pagando.

    Se for Leasing, o tratamento é diferente. Vc deve cobrar os valores pagos a titulo de VRG embutido nas parcelas que vc já pagou.

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde,

    Eu comprei um carro pelo banco volksvagem e dei entrada de 15114,00(54% do valor do veículo) e financiei 13,717,38 em 48 vezes de 397,53.Sofri um acidente e o carro deu perca total e agora o banco passou pra um escritório de cobrança e eles não pegam o carro pra leilão do jeito que está e só aceitam quitação de um valor bem próximo do que ainda falta pra pagar e se eu fizer esse acordo tenho 6 dias pra pagar e se não arrumar o dinheiro não posso voltar a pagar as parcelas do financiamento.Eu estou desempregada porque ainda estou fazendo tratamento por causa do acidente e tem 6 meses isto e devo 5 parcelas já.Eu já havia pagado 14 parcelas.Fui um um advogado e ele disse que minha alternativa é somente pagar.Não tenho solução então?Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Bom dia ,

      Vc tem uma chance - eu disse chance - de conseguir na justiça um reescalonamento de sua divida por conta da ocorrência de fatos que configuram força maior : acidente + desemprego + problemas de saude.

      Vc pode pedir pessoalmente essa providencia no Juizado Especial Civel no Forum mais proximo de sua casa e não precisa de advogado.

      Leve cópia do RG, CIC, comprovante de endereço e dos papeis comprovando o financiamento, acidente, desemprego e doença.

      Boa sorte!
      Mario Martinelli
      Advogado
      OAB/SP 27.588

      Excluir
  20. Boa noite, comigo aconteceu o seguinte: no dia 18/01 sofri um acidente com o carro de um amigo meu, deu PT e o carro nao tinha seguro, a minha duvida é a seguinte: eu consigo refinanciar esse carro e passar pro meu nome para que a divida seja minha, e eu continuar pagado esse carro? conto muito com sua ajuda, desde ja obrigado (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Danilo,

      Nenhuma financeira vai REFINANCIAR um carro avariado. O que vc pode conseguir, no maximo, uma transferencia do financiamento em andamento.

      Boa sorte!

      Excluir
  21. Ola Sr. martinelli,

    CArro que deu Perda total e era alienado, tem que ser dada baixa no Detran? A divida é impossivel de ser quitada, o valor de tabela do carro é 7.650, e a divida depois de anos , desde 98 esta em 24 mil e a Ford nao quer negociar. Como proceder?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Vc deve dar baixa sim, para evitar os impostos e taxas.

      Se a Ford não entrou com ação, espere a prescrição, que ocorre em 5 anos.

      Excluir
  22. ola capotei um corsa 96 ele deu pt, eu tinha financiado em 36 vezes faltam 29, o vou deixar de pagar ate eles me darem uma proposta boa de quitacao, como fasso isso??? quanto posso conseguir pra quitar se deixar atrasar bastante?? vai ter juros sobre as parcelas??? obrigado pela atencao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Michel,
      Informe, por escrito, a financeira sobre a Pt e que em função do acidente vc está sem condições de pagamento ...

      Terá juros sim, mas o desconto, depois de um ano pode chegar a 90%.

      Excluir
  23. Ola, me chamo Douglas e há um ano atrás bati o carro,tendo perdq total do veículo,por n ter local para deixar o veículo destruído, meu advogado me disse para deixar de pagar para que o banco pegasse o carro de volta, porém n deu MT certo uma vez q estou tendo q deixar o carro na garagem até hoje,o qUE posso fazer para me livrar desse carro sem que passe por devedor infiel, meu contrato eh cdc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Douglas,

      Realmente, quando vc optou por não fazer o seguro, vc assumiu o risco de administrar essa situação. É uma opção - que eu mesmo faço - mas temos que, em caso de sinistro, resolver a questão.

      No seu caso, a solução seria pagar antecipadamente o saldo do CDC, com o desconto legal, liberar a alienação e vender o que sobrou do carro.

      Ou continuar pagando e ocupar mesmo a garagem...

      Não se esqueça de dar baixa no Detran, pois caso contrario ainda terá que pagar licenciamento, IPVA, etc...

      Boa sorte !

      Excluir
  24. posso dar baixa no detran do meu carro capotado sem ter terminado de pagar? como fasso isso?
    obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja as instruções em http://www.detran.sp.gov.br/, seguindo os passos :
      • Cidadão
      • Veículos
      • Outros
      • Baixa permanente do veículo

      Se for necessário o de acordo da financeira, prepare tudo e notifique-a.

      Excluir
  25. parei de pagar o carro capotado, espero o banco me ligar ou ligo pra eles jah?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Michel, é melhor vc notificar - por escrito - o banco sobre o acidente. Se deu PT pode inclusive dar baixa no DETRAN.

      Com essa informação fica mais facil negociar o saldo devedor.

      Excluir
  26. Bom dia! tenho uma grande dúvida estava eu com meu carro numa avenida mao unica quando um outro veículo nao respeitando o cruzamento e o sinal de pare no chão veio á colidir com meu veículo aonde deu perda total, lembrando que o meu carro nao tem seguro e o dele sim, apos a batida foi feito o boletim de ocorrencia aonde o causador do acidente assumir estar errado e disse que a seguradora do mesmo iria quitar a minha dívida, mas o meu carro estava com o IPVA atrazado e se recuzaram á quitar a divida do meu veículo e disseram que só quitaria a divida do meu carro seu eu atualiza-se o IPVA, mas devido o acidente fiquei quase 20 dias afastado do meu serviço e eu tinha um outro serviço de segurança em loja que acabei perdendo, tive problemas financeiros, fiquei doente tive que me afastar mais quase trinta dias, aí então as parcelas começaram á atrazar e não consegui mais pagar . o que devo fazer, processar o senhor que bateu no meu carro , lembrando que o mesmo ainda é um policial já aposentado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O causador do acidente é responsável no ressarcimento dos danos da outras parte.

      Se a seguradora não pagar, êle deve pagar. A questão do IPVA é uma desculpa, pois a seguradora pode descontar a divida do preço do carro.

      E, veja bem, você pode não querer a indenização por perda total (dependendo dos danos) e exigir o reparo do seu veiculo.

      Informe o responsável pelo acidente que vc vai cobrar na Justiça, para que ele acione a seguradora com firmeza.

      Afinal, o seguro existe para poupar o segurado desses problemas...

      Boa sorte!

      Excluir
  27. Bom dia

    Tenho um veículo que comprei de um particular em 2009 e foi financiado por um banco em 48 prestações. Já paguei 47, e na semana passada apareceu uma pessoa interessada em comprar meu carro. O banco que iria financiar o carro pra ele pediu vistoria, e no resultado deu que meu carro é SUCATA de leilão. Paguei para fazer uma outra vistoria detalhada, acreditando que havia algum engano, e novamente saiu no resultado que meu carro é SUCATA. Não entendo como isso pôde acontecer já que meu carro é perfeito, tem todas as numerações corretas (chassi, motor, etc.)tem todos os documentos em dia (pesquisei na net e vi que veículo sucata nem documentos e nem placa podem ter) e também foi feito laudo na época comprovando isso. Posso entrar com uma ação contra meu banco por não ter visto isso e ter me financiado o carro mesmo com esse problema sério??
    Detalhe: No Detran não consta nada disso, e essa observação dizendo que o veículo é sucata aparece apenas nas pesquisas que o banco faz, ou no laudo particular que eu paguei pra ser feito.

    ResponderExcluir
  28. Bom dia Allan,

    Seu caso é realmente diferente. A questão do carro estar perfeito e estar classificado como sucata não é anormal. Às vezes o carro sofre uma avaria localizada, como por exemplo , um carro automatico, importado, já com alguns anos de uso, passa por uma pedra na estrada e quebra a caixa de cambio. Como a troca dessa caixa pode significar um valor acima de 70% do valor FIPE do carro, a seguradora pode tratar como perda total, paga o valor do carro ao segurado e o leva a leilão, como "sucata". Alguem arremata, conserta a caixa de cambio e aí está o carro rodando novamente.

    O Banco não tem qualquer responsabilidade nesse evento. Quem é responsavel é o vendedor, que lhe vendeu um bem com um vicio redibitório (oculto) e vc pode, mesmo agora, aciona-lo para receber o seu pagamento de volta, devolvendo o carro.

    Embora o tempo passado, sòmente agora vc descobriu o "defeito" então tem sim o direito de desfazer o negocio.

    ResponderExcluir
  29. Boa noite, Mário!

    Gostaria de fazer uma consulta. Se puder me ajudar, agradeço.

    Nesta noite, 12/08/13, meu filho envolveu-se num acidente de transito onde o veículo dele teve perda total, entortou o chassi. Ele passava por um cruzamento e a condutora do veiculo não respeitou o sinal de parada, avançou e bateu na frente do carro dele. Porém, ela evadiu-se do local, sem prestar socorro a ele e à namorada, que estava com ele no carro. Com a colisão, a saia da frente do carro dela ficou no chão com a placa do veículo. Meu filho e a namorada foram para o hospital, com lesões leves. Guinchei o carro dele, levando-o para casa. Fizemos boletim de ocorrência no plantão policial, acidente de transito com vítima (ele e a namorada). Pesquisando a placa, descobrimos que o carro está em nome de uma revendedora de veículo. Provavelmente, trata-se de um veículo vendido que ainda não foi transferido. O detalhe importante da história é que ele não tem seguro do carro, além do que este é financiado. Não teremos dificuldade em identificar a condutora do veículo, pois já temos o endereço do proprietário, que aparece na pesquisa feita pela policia civil. É possível que ele, através de medida judicial, se desobrigue do pagamento junto à financeira ou, de alguma forma, possa minimizar o aperto no bolso dele? afinal, agora ele está sem carro e com dívida de 700 reais por mês. Se o carro foi vendido e ainda não transferido, pode ele acionar na justiça o comprador e a revendedora de veículo? Como expliquei, é possível que a condutora do veículo tenha comprado o carro e ainda não feito a transferência. Espero que possa me responder e peço desculpas por ter sido tão extenso, mas gostaria de esclarecer bem o ocorrido.

    Muito obrigado e parabéns pela ajuda que presta às pessoas.

    Att
    Adilson

    ResponderExcluir
  30. Prezado Adilson,

    Em primeiro lugar agradeçamos a Deus pelos ferimentos terem sido leves.

    Quanto à desobrigação com a financeira, sem chance, pois o acidente é um fato que é risco do financiado/arrendatário.

    Vc pode/deve acionar a pessoa/empresa que constar no DETRAN como proprietário do veiculo.

    Se o mesmo ainda não tiver sido transferido, o problema não é seu. Sempre quem consta no registro publico como proprietário é o primeiro responsavel, inclusive pelos danos pessoais (hospital, remedios, perda de renda, etc...)

    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  31. Bom dia, Mário!

    Obrigado por responder, mas, por conta da sua boa vontade, vou tomar um pouco mais da sua atenção e gostaria que esclarecesse as dúvidas que escrevo. Já fizemos boa parte dos procedimentos na delegacia, só falta mesmo a perícia no carro a ser feita pela polícia técnica, o que deverá ser feito na próxima na segunda-feira. Faltam, também, a oitiva da causadora do acidente e a oitiva do proprietário-vendedor cujo nome, ainda, consta como proprietário do veículo. O vendedor do carro é um comerciante de veículos, tem CNPJ, tudo certinho. Ele vendeu o carro para ela, mas não tem ideia da data da venda. Respondeu-me que faz "mais de mês" que fez a venda. O detalhe é que, além de ela não ter feito a transferência do veículo para o nome dela, o vendedor, também, não fez a obrigatória "comunicação de venda" ao Detran para eximir-se das responsabilidades. Eu tenho lido que a jurisprudência tem sido favorável ao vendedor que, embora não tenha feito a "comunicação de venda" ao Detran, exime-se da responsabilidade provando a "tradição" do bem móvel vendido. De qualquer forma, pretendo conversar pessoalmente com o dono da loja, até porque já descobri onde mora a causadora do acidente e senti que receber dela o valor do prejuízo ou fazer qualquer negociação favorável ao meu filho, não vai ser fácil. Aparentemente, ela não tem recursos, pois o bairro e a casa em que ela mora demonstram isso, sem falar que empreendeu fuga do local quando o meu filho disse que iria chamar a policia militar. No entanto, caso o dono da loja se proponha a assumir a responsabilidade, ficará tudo mais fácil. Pelo contrário, pretendo chamar os dois na justiça, já que no recibo de compra e venda lá diz que o vendedor é responsável solidário, se não fizer a "comunicação de venda". Outra questão que coloco é: onde posso propor essa ação? Seria no juizado especial cível ou preciso contratar um advogado? A Defensoria Pública é um caminho, também?

    Obrigado mais uma vez. Aguardo sua resposta.

    Att
    Adilson

    ResponderExcluir
  32. Caro Adilson,

    A Defensoria Publica atende apenas a pessoas carentes e em algumas situações, nas quais, aparentemente o problema de seu filho não se enquadraria.

    Mas se ele tem renda menor de 3 salarios minimos, não tem propriedade/bens superiores a R$ 20 mil, vale uma consulta.

    No estado de SP, vc encontrará a Defensoria na OAB e nas suas Seccionais.

    Por outro lado, é melhor vc se aconselhar com um advogado, que analisará toda a documentação para, juntos, definirem uma atuação.

    Boa sorte !

    ResponderExcluir
  33. boa noite... tenho corsa hach 2003 que comprei pela financeira aymore.paguei 18 parcelas de 500 reais falta 42 parcelas de 500 reais, eu bati carro de pt e não tenho seguro e ja tem 9 meses que não pago as prestações e o banco não ligou e nem nada ate agora . sera que posso vender esse carro pra outro pra desmanche? dizem que ficarei com a divida mesmo eles pegando carro ou que acontece ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Djunior.

      Vc não pode vender esse carro pois vc pode ser acionado na justiça (busca e apreensão) para entrega à financeira e se vc não o fizer lhe trará muitos problemas.

      Quando eles pegarem o carro (ou o que resta dele) enviarão para venda através de leilão. Uma vez vendido, havendo saldo devedor no empréstimos vc ainda tem que pagar à financeira.

      Excluir
  34. Ola dr.

    Faz 2 anos que me envolvi em um acidente de transito onde atravessei a preferencial e bati em um caminhão da empresa de energia elétrica do meu Estado, foi feito o boletim no meu nome, eu tenho habilitação e tudo, porem o carro estava nome da minha mãe que é funcionaria publica do estado. Veio uma comunicação dessa empresa em meu nome me informando do valor que eu teria que restituir. Mas veja, eu não tenho como pagar, sou estagiaria e minha mãe também não pode. O que quero saber é se eles podem cobrar da minha mãe, tomar um outro veiculo que esta no nome dela ou bloquear o salario dela?


    Mônica Morais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Monica, vamos por partes...

      O proprietário do veiculo, no caso sua mãe, responde solidariamente (junto com vc) pelos danos causados no acidente.

      Mas tem que ser comprovada a sua culpa, para depois vcs serem responsabilizadas pelo prejuízo.

      E o salário de sua mãe não pode ser penhorado em conta corrente, mas poupança e outros bens sim.

      Mas tudo depende da ação comprovando sua culpa no acidente, na comprovação do valor dos danos e depois, na execução desse valor.

      Excluir
    2. Obrigada pelo esclarecimento Dr.

      Mas caso eu seja culpada e fique com o prejuízo. Mesmo minha mãe sendo responsável solidariamente, eles só poderiam acioná-la caso eu não tivesse nenhuma renda ou me negasse a pagar, certo??

      Porque como tenho um contrato de estagio por processo seletivo de 2 anos eu poderia pagar uma certa quantia mensal a eles, 1/3 se não me engano é o que a justiça determina.
      Então eu não estaria me negando a pagar, só não poderia pagar tudo de uma vez teria que ser parcelado o valor, portanto, eles não poderiam cobrar da minha mãe e tomar o outro carro que está no nome dela? Isso é correto?


      Att.,

      Mônica Morais

      Excluir
  35. Pois é Monica, como vcs são "devedoras solidárias" o credor pode cobrar de uma só (a escolher\) ou das duas....

    Sua mãe corre sim o risco.

    Mas, com certeza, vc pode discutir por anos a questão da culpa e do valor indenizatório.

    Vale para o credor aquele ditado "antes um péssimo acordo do que uma ótima demanda"

    Então suas chances são boas.

    Não se exaspere antes do tempo.

    Passando pelo FB, curte nossa page :
    https://www.facebook.com/pages/advogado-de-defesa/250263715013260

    ResponderExcluir
  36. capotei o carro algum tempo , dae jah fis algumas perguntas aki... emfim o banco m fes uma proposta de 5mil pra quitacao soh q eu soh tenho 3 mil e eles n aceitaram... jah fas 4 meses q n pagamos o carro.. oq fasso? eles vao aceitar esses tres mil se eu continuar sem pagar? e oq eles podem faser a respeito de justica.. tipo o carro tah no nome da minha mae e ele esta sujo e ela nao possue bens... o vai acontecer se disser q soh tenho esses 3 mil e n tenho mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles podem pedir busca e apreensão e executar o saldo, após o leilão.

      Mas como sua mãe não tem bens (nem poupança ou disponibilidade em cc) eles vão acabar aceitando sua oferta.

      Excluir
  37. obrigado pela explicacao :)... mas sera q eles vao demorar pra aceitar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os bancos fazem um esforço para redução de empréstimos vencidos até o balanço de dezembro. Suas chances são boas.

      Excluir
  38. obg tomara q eles aceitem rsrs... eh pelo banco omni

    ResponderExcluir
  39. Oi gostaria de tirar uma duvida pai financiou um carro ja esta pagando a 8 meses o carro ja apresentou um monte problemas o mais grave foi esses dias que em uma revisao descobrimos que o carro ja foi capotado, tenho como recorrer para fazer com que a revendedora devolva as parcelas ja paga por que afinal falta muitas ainda para quitar o carro e tire o financiamento do nome do meu pai . Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc pode pedir reparação dos danos com base no art.27 do Cod. defesa do Consumidor.

      Excluir
  40. tenho uma duvida,minha esposa sofreu um acidente de moto ,quem atendeu a ocorrência foi a policia rodoviária estadual ate ai beleza isso faz quase um ano essa semana ela foi pagar os documentos pagou e não conseguiu retirar pois constava que a moto estava com boat perda total,mas como se no dia do acidente estragou coisas superficiais como o espelho o guidom e arranhou a carenagem o o policial na hora da ocorrência deve ter se equivocado oque devo fazer para resolver isso pois o deniti falou que tenho que entra na justiça para reverter, isso e uma injustiça pois minha esposa usa a moto para se locomover ate ao trabalho e a moto esta em perfeitas condições

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro anonimo,

      Vc tem que entrar com requerimento no DETRAN solicitando nova vistoria. Um bom despachante resolve.

      Excluir
  41. hj eles me falaram q iam aceitar a quitacao por 3 mil.. dae me ligou outra pessoa e falou q segunda iam me mandar o boleto pra pagar parcelas atrasadas dae eu falei da negociacao de quitacao e ela falou q n tem negociacao q era pra pagar o atrasado... ela me desacatou por telefone chamou nois de pobre por tabela e falou q ia na justica obrigar a minha mae pagar... o q posso fazer? nois n temos como pagar

    ResponderExcluir
  42. Olá, Dr.
    Me ajude por favor. Veja que situação:
    Adquiri um carro financiado de uma amiga o qual estava financiado no nome do esposo dela (falecido). Ocorre que em uma auto estrada outro carro veio em cima de mim e me jogou para fora da estrada. No B.O. deu que o outro motorista invadiu a minha faixa. Pois bem, ambos não temos seguro. Parei de pagar o financiamento pos não tenho mais o carro.Não quero prejudicar a esposa do falecido. Gostaria de saber o que ocorre se eu não pagar mais a prestação ou se consigo desconto nas mensalidades.

    ResponderExcluir
  43. Olá Luiz,

    Bem complicado seu caso, não ?

    Mas vamos por partes. Sua primeira providencia seria formalizar a venda do veiculo assinando um compromisso de compra e venda com sua amiga, se não houverem herdeiros menores, com a data efetiva da transação.
    Depois, vc poderá acionar o outro motorista para pagar o prejuízo.

    Se vc não pagar, o banco PODERÁ tentar reaver o carro e executar o espólio do falecido.

    Sua amiga pode ter problemas se não apresentar o veiculo, se não houver o contrato entre vcs.

    Boa sorte,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom Dia, Doutor Mário !
      Ela assinou o recibo do Carro. Sobre o compromisso de compra e venda, ocorre que ela possui uma filha de 5 anos e não possui bens. O nome dela ficaria com restrição? E para mim o que poderia ocorrer se não pagar mais. Há algum seguro embutido no contrato? Desculpe-me a curiosidade mas quando o Sr. Diz PODERÁ, pode ser que não tentem reaver o veículo?
      Obrigado pelas informações são muito utéis. Sorte e Saúde!

      Excluir
    2. Então Luiz, o nome dela não ficará com restrições. Quanto à cobrança o Banco poderá ir atrás do espólio do falecido, aí vem a questão : foi feito inventário? Existiam outros bens ? Tem outros herdeiros maiores? O único seguro que pode haver no contrato é justamente o chamado seguro prestamista que quita o saldo no caso de falecimento do financiado. Se existir esse seguro, o banco quita o financiamento e vc continua devendo o saldo para sua amiga. Quanto a reaver o veiculo, depende muito das características. (modelo, ano) e do tipo de contrato. As retomadas são tantas que os bancos acabam deixando algumas de lado.

      Excluir
    3. Passando pelo Facebook, curtam nossa page:

      https://www.facebook.com/pages/advogado-de-defesa/250263715013260

      Excluir
    4. Me desculpe se estou incoveniente Doutor Mário.
      Não foi feito inventário pois isso só seria feito quando do término do financiamento. Quanto a bens e mais herdeiros , não há. Uma ultima
      pergunta: Eu ou ela temos que pedir baixa no Detran para não gerar mais impostos, taxas? Um Abraço , vou dar uma ver sua página no face.

      Excluir
  44. Boa tarde! queria muito que tirasse uma dúvida minha!
    meu esposo comprou um carro zero, no meu nome, e financiou peva bv, pagamos apenas 1 ano ele sofreu um acidente com o carro e veio a falecer na hora! Não tenho seguro do carro, ele deu pt, já tem um ano que eu nao pago a dívida e eles ja me colocaram na justiça,pois estive olhando no tjmg, o que faço agora! qual é minha melhor opção! obrigada pela atenção!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure um advogado para fazer a sua defesa. Depende muito dos detalhes da transação e das finanças da família. Tem defesa, na tese da ocorrência de caso fortuito e força maior.

      Excluir
    2. Passando pelo Facebook, curtam nossa page:

      https://www.facebook.com/pages/advogado-de-defesa/250263715013260

      Excluir
  45. Ola, Doutor Mário, eu sofri um acidente, e tive perda total do veiculo, eu ja tinha pago mais das metades das parcelas, o carro é alienado, foi financiado, ainda restavam cerca de 15 mil reais pra quitar, eu entrei em contato com o Banco e relatei o ocorrido, tenho fotos, B.O, mais o banco esta se recusando a negociar, eu queria amortecer a divida, ja mim falaram que o melhor seria deixar passar 4 meses sem pagar, pra deixar o banco lançar meu nome no SPC e Serasa, pra assim, depois tentar uma renegociação? oq vc acha disso Doutor?? como eu devo proceder Doutor Mario???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc pode tentar uma renegociação pela Justiça, alegando ocorrência de caso fortuito e força maior. Mas depende muito das características do contrato e de sua situação econômico-financeira. Procure um advogado, Se vc tiver pago mais de 80% das parcelas, vc terá um argumento a mais na tese do adimplemento substancial.

      Excluir
    2. completando : A opção de não pagamento, traz alguns inconvenientes, além da negativação, como possibilidade de enfrentar ação de busca e apreensão, cobranças cansativas e somente obter algum desconto após um ano de aborrecimentos.

      Excluir
    3. Passando pelo facebook, curta a nossa page :

      https://www.facebook.com/pages/advogado-de-defesa/250263715013260

      Excluir
  46. Boa noite tenho uma duvida, comprei um carro usado em uma concessionaria e não tinha feito seguro, no mesmo dia que comprei capotei o carro, no entanto o Certificado de Registro de Veículo (CRV) ainda não tinha sido reconhecida em firma por autenticidade. Com isso eu fico com todo o prejuízo do carro ou a concessionária que assume a responsabilidade?

    ResponderExcluir
  47. ola.. quitei meu carro capotado.. agora vou vender para um cara q vai arrumar ele.. os documentos estao vencidos... posso passar o carro pro nome dele ou de q forma devo faser?

    ResponderExcluir
  48. Olá Dr boa tarde ! Comprei um Fiat Idea a 5 meses atrás, CDC no nome da minha irmã, dei uma entrada de 9 mil e financiei o carro em 48 x 590,00. Infelizmente sofri um acidente, dormi no volante entrei na contramão e bati em outro carro de frente.
    Graças a Deus não machucou ninguém apenas ferimentos leves. A Parte ruim disso tudo é o prejuízo material, eu não tinha seguro. Tenho uns 7 mil em dinheiro, e o que me sobrou do carro. o que me aconselha a fazer nesse caso. a paguei apenas 4 parcelas do financiamento ou seja tem 44 x 590,00.
    Tem alguma forma de diminuir o prejuízo ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anderson, se vc não pagar colocará sua irmã em disputa com o banco e com acrescimo de juros, multas e riscos de processo. A melhor solução seria tentar recuperar o carro, lentamente, buscando mão de obra boa e barata, comprando vc mesmo as peças.

      Excluir
  49. Pessoal alguém pode me ajudar por favor??
    Eu sofri um acidente, e não foi no meu carro e tive uma lesão medular que me comprometeu os membros inferiores, eu não consigo mais dirigir o carro que eu comprei pois ele é cambio manual, e também não consigo mais pagar o financiamento dele, porque o gasto com o meu tratamento é enorme, um amigo me disse que a financeira quita o carro em casos como o meu, como é possível isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente, a quitação se dará apenas se vc tiver contratado apólice de seguro com cobertura de acidentes.

      O que pode ser tentado, judicialmente, é um reescalonamento da divida e subsequente venda do veiculo.

      Boa sorte!

      Excluir
  50. Capotei o carro de um amigo que acabou dando (PT), como havia uma amizade, eu não queria deixar meu amigo na mão. Como ele tinha um outro carro encostado que precisava de trocar o motor; Eu quis arrumar esse carro pra ele pra ele não ficar sem locomoção até ver o que íamos fazer, mas ele não aceitou e exigiu o carro dele... Fiquei nervosa com essa surpresa e me precipitei e comprei um carro do jeito que ele queria e isso com muito sacrificio. Fiz em 60 parcelas e ainda estou pagando... O carro que deu (PT) não tinha seguro e ele tbm ainda está pagando. Quando ocorreu o infortúnio ele tinha pago (9 parcelas) do carro, sendo que tbm é de 60 parcelas. Minha pergunta é. Sou obrigada a pagar o carro que comprei à ele até o final, ou posso pagar até menos 9 parcelas? Se eu tivesse na época feito um empréstimo no valor do que valia o carro sinistrado, e tivesse dado este valor a ele teria saído muito mais barato e justo. Mas qdo me senti horrorizada pela forma que ele falou me exigindo o carro dele; Não raciocinei, fui desesperadamente procurar um carro pra ele. Hoje me dei conta do erro que cometi, em ter comprado o carro, não que eu o deixaria na mão como não o fiz, mas teria agido de outra forma. Por favor me esclareça o que posso fazer. Ah! O carro novo está em meu nome, não fiz nenhuma documentação nem um papel a ele de nada. Ou seja o carro é meu mas ele é quem usa. Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
  51. Prezada Giselia,

    A lei obriga você a reparar os danos materiais causados ao seu amigo.

    Esses danos compreendem não somente o valor de mercado do mercado mas demais os demais prejuízos advindos.

    Assim se você pagasse somente o valor do veiculo, deixaria com seu amigo eventuais perdas decorrentes do descasamento do financiamento bancário, que, sim, geralmente supera o valor de venda do veiculo.

    Mas vocês chegaram a um acordo na forma que você falou, então o assunto ficou resolvido.

    Você é obrigada a pagar o financiamento até o final, até para preservar o seu nome, mas como você repôs o veiculo, quando seu amigo terminar de pagar o carro capotado, o que restou dele deverá lhe ser entregue.

    Agora, o seu amigo deve comunicar ao Banco que houve perda total do bem financiado e pedir autorização para baixa no Detran para evitar pagamento de impostos e taxas por um carro que não transita mais.

    Boa sorte

    ResponderExcluir
  52. Olá amigo: Devo ao banco e segundo eles mais de R$ 100.000,00 e estão dando descontos de cerca de 90% caindo bastante só que não tenho como pagar e me encontro muito doente pois enfartei e estou afastado, na verdade quando fiz o credito no banco já estava afastado e o gerente me convenceu que se eu colocasse no cadastro como aposentado aumentaria meu credito e assim eu o fiz só que na época estava afastado por depressão e síndrome do pânico e agora por ter enfartado pergunta, tenho um carro financiado e devo 35 prestações e o banco vendeu a divida a uma assessoria jurídica a qual esta me cobrando se ela pedir penhora o meu carro pode ser penhorado? E como devo me proceder se acontecer? Obrigado e aguardo resposta.

    ResponderExcluir
  53. Olá amigo anonimo,

    A jurisprudência firmou-se no sentido de que o bem alienado fiduciariamente não pode ser penhorado por dívida do devedor fiduciante, por se tratar de bem ainda não incorporado à sua esfera patrimonial.

    Assim caro amigo, seu carro não pode objeto de penhora por conta de outras dividas enquanto vc não terminar de paga-lo e levantar a alienação fiduciária feita ao banco que o financiou.

    Por esse lado, vc não tem que se preocupar, por enquanto.

    Cuide de sua Saúde!

    ResponderExcluir
  54. deu pt e parei de pagar faz 6 meses,agora o banco entrou com busca e apreensão
    porem o carro já não existe mais e agora doutor!!!!

    ResponderExcluir
  55. Olá doutor, sou de belo horizonte, no final do ano passado meu carro deu aquaplanagem, bateu contra a defensa e retornou para a pista em velocidade baixa, em torno de 60km/h (o limite da via é de 110km/h), estava chovendo muito, muito mesmo. Porém quando retornei a pista um L200 bateu na traseira do meu carro dando PT. Meu carro estava sem seguro, porém o outro condutor tinha seguro. Acionei o seguro dele, que após análise decidiu não pagar o meu carro. Preciso saber se compensa entrar com o outro condutor na justiça para tentar receber o valor do carro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada Fernanda,

      O seguro de terceiros (no caso o do outro carro envolvido) cobre danos causados (por culpa) do seu segurado. Assim, se das circunstancias do acidente puder ser atribuída culpa ao condutor do outro veiculo,sim compensará entrar na Justiça contra o proprietário do veiculo.

      Por sua descrição, se vc provar que o outro veiculo não guardava distãncia segura ou que vinha em excesso de velocidade dadas as condições da estrada, vc pode sim obter sucesso na ação.

      Excluir
  56. No Facebook, curta a nossa page: https://www.facebook.com/pages/advogado-de-defesa/250263715013260

    ResponderExcluir
  57. Boa tarde Doutor. Tinha um Kadett 1997 estacionado na rua, regurarmente. Ele foi abalroado por outro veiculo em alta velocidade. O outro veiculo tinha seguro (o meu não) e a seguradora deu perda total no meu carro, me indenizando pela tabela fipe. Acontece que meu carro era impecável e eu já tinha um pretendente a compra-lo por R$ 3.000,00 a mais do que fui indenizado.
    O senhor acha que é possivel entrar com uma ação contra o dono do outro veiculo para receber essa diferença, uma vez que ele me causou esse prejuizo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Alexandre,

      Se vc tem como provar essa oferta, com documentos e testemunhos, seria viavel, sim vc cobrar esse prejuízo do causador do acidente.

      Entretanto, mesmo ultrapassada essa etapa, vc tem mais um obstaculo : quando vc recebeu a indenização da Seguradora, vc deve ter dado plena quitação dos danos materiais causados pelo segurado.

      Confira nas suas cópias.

      Excluir
    2. O Sr. tem razão, esta na quitação. Eu dancei nessa. :( Muito obrigado pela atenção.

      Excluir
  58. ola Doutor sou taxista tenho seguro no ultimo dia 21\01 me envolvi em acidente no qual fui culpado acionei o seguro para mim para terceiro,so que ate agora a seguradora nao arrumou o carro estou sem trabalhar ,posso pedir indenizacao por esses dias parado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo taxista,
      Segundo a Circular 256/2004 da Superintendência de Seguros Privados (Susep), o reparo deve ser concluído no prazo de 30 dias após a entrega dos documentos solicitados. Depois disso, pode sim requerer em Juizo indenização por danos materiais (perda de rendimento com o taxi)

      Excluir
  59. Olá Doutor.
    No dia 8 de Janeiro fiz uma viagem no carro de uma amiga e o carro capotou comigo.Ela usava o carro pra trabalhar fazendo vendas e ainda esta pagando o mesmo e 30 dias depois o carro ainda esta na oficina, e está vencendo uma prestação e o Pai dela está alegando que eu pague, alem do conserto do carro a parcela do mesmo tambem, pois ela trabalhava para pagar o mesmo.A lei exige mesmo que eu pague as parcelas do carro ou somente o conserto do mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc deve indenizar sua amiga em todos os prejuízos decorrentes do acidente, que abrange a prestação (lucros cessantes) e eventualmente outros que possam surgir....

      Excluir
  60. em agosto de 2013 esta indo fazer a transferencia de meu carro (que e financiado pelo banco renner) quando numa sinaleira parada uma cobi do exercito brasileiro bateu na trazeira do meu carro e meu carro foi empurado e bateu em outro.Agora o o valor que paguei pelo carro e de 11.000,00 dei 3.000,00 de entrada e mais 48x 298,00. sendo que eu ja paguei 7 prestações, o valor do concerto do carro na batida e de 8.000,00 agora o exertico esta alegando que o carro deu perda total por causa do valor, mais não foi isso pois o carro anda eu trabalho com ele. e eles não podem me pagar esse valor que vão pagar para a financeira e vão pegar o carro para ele(exercito) e eu vou ficar sem nada sem carro e sem dinheiro. O que eu faço doutror? Eu conseguir passar o carro para o meu nome duas semanas depois da batida.

    ResponderExcluir
  61. Vc não é obrigado a aceitar a proposta do Exercito. Exija que seu carro seja reparado. Procure um advogado.

    ResponderExcluir
  62. Bom Dia!
    Tenho um carro financiado em 60x desde setembro /2011..consegui pagar apenas 4 parcelas. depois disso passei e ainda passo por muita dificuldade financeira, não entreguei o carro e eles entraram com busca e apreensão em outubro de 2012 e deixei rolar o processo, em 28 fevereiro de 2014 eles desistiram do processo , e agora no final de março quando consegui consertar o carro acabei dando perda total nele em um acidente...não sei o q fazer...devo para financeira e agora sem carro..não tenho dh para poder entrar em contato com eles e fazer um acordo. O que o Sr, me aconselha???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ernani,

      Notifique ao Banco sobre o acidente com perda total juntando boletim de ocorrência. Presumo que vc não tinha seguro.

      Requeira que o banco providencie a baixa do veiculo no DETRAN , para que não continue a gerar débitos.

      Requeira que o Banco retire o salvado (o que restou do carro).

      E espere a cobrança judicial, torcendo o dedo para que o banco prefira não lhe acionar.

      Depois de 5 anos vc recupera seu credito, parcialmente.

      Boa sorte.

      Excluir
    2. Dr. Mario

      Eu não fiz o boletim de ocorrência na época , ( 25/03/2014) , como devo proceder??/, junto ao banco

      Excluir
    3. Vc pode fazer , não tendo vitimas, pelo site da PM. Não há indicação de data limite.

      http://www.ssp.sp.gov.br/nbo/TELA_T_03.aspx?ID=122

      Excluir
  63. Olá boa tarde , Estou comprando um carro na concessionária Fiat ele já está praticamente pago, na hora da venda o vendedor me disse que o veículo não foi batido, quando eu fui transferir o seguro do antigo carro que eu tinha para este a vistoria da Porto seguro reprovou o carro,constando várias avarias na parte traseira estou tentando com uma outra seguradora que é menos criteriosa, consegui tirar o carro da concessionária para leva-lo a uma empresa especializada em vistoria e constou que a estrutura do carro não está afetada logo em seguida tornei a leva-lo na agencia, a pergunta é...Se esse carro for aprovado na segunda vistoria e eu conseguir o seguro dele eu posso ficar com ele ou seria melhor eu desfazer o negócio e fazer que ou eles me devolvam o dinheiro ou me ofereçam outro carro, o carro já está faturado há uns 10 dias, Desde já meu muito obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcelo,

      Por que ficar com uma bomba relógio na mão? No futuro podem aparecer outros prolemas, inclusive com seguradoras.

      Melhor partir para outra.

      Excluir
  64. Tenho um carro QQ financiado e meu filho bateu, dando perda total. Não tenho seguro. Posso entrar no detran com o pedido de perda total? Posso deixar de pagar o financiamento para negociar a divida? Qual o melhor caminho????

    ResponderExcluir
  65. Prezado anonimo,

    Vc pode - E DEVE - sim, comunicar ao DETRAN A PERDA TOTAL .

    Quanto ao financiamento, sabemos que os bancos nunca fazem bons acordos com que está adimplente. Então, se vc não se importar com o RISCO de negativações, cobranças via cobradoras e até judiciais , vale a pena deixar de pagar financiamento para, depois, devolver o salvado e fazer um acordo razoável.

    ResponderExcluir

Se inscreva como membro deste blog e acompanhe assuntos de interesse geral, na área jurídica.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...